SOBRE O BLOG

Resenha: Amante Vingado

Título: Amante Vingado
 Autora: J. R. Ward
Páginas: 720
Editora: Universo dos Livros
Ano: 2011


Sinopse: Nas sombras da noite de Caldwell, Nova York, desenvolve-se uma furiosa guerra entre os vampiros e os seus assassinos. Há uma Irmandade secreta, sem igual, formada por seis guerreiros vampiros, defensores de sua raça. Enquanto eles defendem a raça dos redutores, a lealdade de um vampiro especial será posta a prova - e sua perigosa natureza será revelada... Rehvenge sempre manteve distância da Irmandade, pois guarda um letal segredo que poderia fazer dele uma arma na guerra contra os redutores. E enquanto as conspirações dentro e fora da Irmandade ameaçam revelar a verdade sobre o ele, Rehv se aproximará da única luz que clareia seu mundo de escuridão e jogos de poder, Ehlena, uma vampira que nunca conheceu a corrupção e traição... é a única que pode salvá-lo da destruição eterna.
                                       _____________________________________________

No sétimo livro da série Irmandade da Adaga Negra, conhecemos mais uma história que a autora escreveu brilhantemente, deixando os fãs (assim como eu) loucos a cada capítulo que se iniciava. Em Amante Vingado, conhecemos mais um pouco sobre Rehvenge, um vampiro metade sympatho que sempre se manteve longe da Irmandade, porém com a proximidade de sua irmã Bella com um dos irmãos Zsadist ficou algo quase impossível.

Sympaths são criaturas com o poder de se alimentar dos pecados das pessoas e de manipular suas mentes. Esse seu lado “obscuro” é desconhecido por todos, salvando somente sua mãe, depois de ser violentada por um sympath, dando luz à ele. Nos livros anteriores sempre tive certo receio por Rehv, primeiro por ele por si só já intimidar qualquer pessoa só com o descritivo das cenas e por ser muito grosso e um grande traficante de drogas. Porém, depois de ler Amante Consagrado comecei a entender os motivos de Rehv ser assim e nesse volume ficou tudo muito claro.

Dono de uma das mais badaladas casas noturnas de Caldwell, Rehv além de ter seu lado sombrio é alguém que leva consigo muitas mágoas do passado. Tendo esse grande segredo, ele se vê em determinado momento tendo que alertar e ajudar o Rei Wrath sobre uma tentativa de homicídio pelos membros da glymera, fazendo com que todos os irmãos fiquem admirados com sua atitude.

Com a intenção de controlar o seu lado sombrio, ele injeta um remédio em sua veia várias vezes ao dia para assim permanecer “ele” mesmo. Com o tempo e com tantas injeções diárias, o braço de Rehv começa ficar infeccionado obrigando a ter que se dirigir a clínica de Havers, o médico da raça. Como já era conhecido na clínica, a sua presença sempre era temida. Enquanto estava em uma sala aguardando o médico ele é surpreendido quando uma linda enfermeira entra e avisa que vai começar os procedimentos enquanto Havers não chega. 

Ehlena é uma vampira de valor, trabalha como enfermeira na clínica de Havers e nas suas horas vagas sempre esta cuidando de seu pai, que sofre de esquizofrenia. A atração entre ela e Rehv é instantânea e nos deparamos com um Rehv super romântico e conquistador.

Apesar do livro ser sobre Rehv e Ehlena faltou cenas mais hots entre os dois como estamos acostumados nos livros da IAN. Porém, podemos matar a saudade do rei Wrath e Beth e descobrir mais sobre a história que envolve Jhon e Xhex, além de se divertir com o anjo Lassiter e detestar (como sempre) Lash.

O livro tem doses de romance e ação da maneira certa. Por vários momentos nos vemos apreensivos com o decorrer dos acontecimentos e isso faz com que a história fique mais interessante e difícil de largar.

Amante Vingado é perfeito, o meu segundo favorito depois de Amante Desperto. Quero um reverendo pra mim, porque cá entre nós, ele é magnífico. Leia, que com certeza você não irá se decepcionar.

Classificação:



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Acabou de sair!

No Google +

Leve com você!

Entre páginas e palpites