SOBRE O BLOG

Resenha: Amante Libertada

Título: Amante Libertada
Autora: J.R. Ward
Páginas: 556
Editora: Universo dos Livros
Ano: 2012


Sinopse: Payne, irmã gêmea do guerreiro Vishous, é finalmente libertada de sua mãe (a Virgem Escriba) e se revelará uma lutadora por natureza, descobrindo sua verdadeira essência. Ao sofrer uma lesão que a paralisa, o cirurgião Manny Manello é chamado para curá-la. Embora nunca tenha acreditado em vampiros, ele será logo sugado para o secreto e perigoso mundo da Irmandade dos vampiros-assassinos e seduzido por esta misteriosa mulher que precisa salvar. À medida que Payne e Manny descobrem que têm mais do que uma ligação erótica, eles precisam enfrentar o choque entre os mundos e uma dívida de séculos atrás que será cobrada de Payne e colocará tanto seu amor como sua vida em perigo. Uma paixão arrebatadora que promete ser quente... Essa ligação erótica entre os dois universos poderá se concretizar? 
                                                           _____________________________

Amante Libertada é o nono livro da série Irmandade da Adaga Negra e diferente dos volumes anteriores, ele trás a história de uma vampira, a irmã de Vishous, Payne.

Quem acompanhou a série até aqui sabe que Payne foi “trancafiada” por sua mãe, A Virgem Escriba durante muito tempo. Mesmo escondida do mundo considerado normal em relação ao santuário que acolhe as Escolhidas, Payne sempre observou seu irmão Vishous e viu o quanto ele sofreu na mão de seu pai até se tornar um guerreiro e membro da irmandade.

Apesar de ser guerreira por natureza, ela é ingênua e não sabe muito sobre o mundo em que seu irmão habita, porém, após se machucar seriamente ela se vê paralisada em um hospital. Logo após sofrer esse acidente, ela é encaminhada ao complexo da irmandade e Jane, médica da irmandade e shellan de Vishous se vê com uma paciente bastante grave e só pensa em uma pessoa que poderia ajuda-la, o seu antigo chefe e amiga, Dr° Mannelo.

Depois do susto de se vê em um mundo diferente de tudo o que imaginou, Mannelo se sente ligado inteiramente por Payne. Determinado em ajudar sua Payne, Dr° Mannelo faz de tudo para ajudar em sua cura sem saber que na verdade ele mesmo é a sua salvação.

Assim como os livros anteriores, sabemos que a autora não se prende somente em uma história e sempre envolve os outros irmãos no decorrer dos capítulos. Deu-me a impressão em determinados momentos que esse volume era a continuação do 5° livro, porém isso não foi um motivo que me incomodou. 

Os personagens Qhuinn, Layla e Blay ganham destaque e já temos uma visão de como será Amante Finalmente. Saxton e seus guerreiros que na verdade são os Bastardos futuros também ganham destaque e descobrimos um pouco sobre suas vidas.

Dr° Mannelo e Payne protagonizam várias cenas apaixonantes, mas foi o romance mais fraco até agora. Na verdade fiquei mais ligada ao relacionamento conturbado que estava o casamento de Jane e Vishous e no sofrimento de Quinn em relação ao relacionamento de Blay com seu primo.

Foi o livro mais leve da série com certeza, mas eu gostei. Acho fundamental todos os leitores que leram a série até aqui dar uma oportunidade a esse volume. 

Classificação:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Acabou de sair!

No Google +

Leve com você!

Entre páginas e palpites