SOBRE O BLOG

Resenha: Corte de Névoa e Fúria

Título: Corte de Névoa e Fúria
Autora: Sarah J. Maas
Páginas: 658
Editora: Galera Record
Ano: 2016

Sinopse: O aguardado segundo volume da saga iniciada em Corte de espinhos e rosas, da mesma autora da série Trono de vidro Nessa continuação, a jovem humana que morreu nas garras de Amarantha, Feyre, assume seu lugar como Quebradora da Maldição e dona dos poderes de sete Grão-Feéricos. Seu coração, no entanto, permanece humano. Incapaz de esquecer o que sofreu para libertar o povo de Tamlin e o pacto firmado com Rhys, senhor da Corte Noturna. Mas, mesmo assim, ela se esforça para reconstruir o lar que criou na Corte Primaveril. Então por que é ao lado de Rhys que se sente mais plena? Peça-chave num jogo que desconhece, Feyre deve aprender rapidamente do que é capaz. Pois um antigo mal, muito pior que Amarantha, se agita no horizonte e ameaça o mundo de humanos e feéricos.

                                            ____________________________________

Corte de Névoa e Fúria é o segundo volume da saga que começou com Corte de Espinhos e Rosas e nos presenteia com uma história totalmente envolvente. A autora Sarah J. Maas não poderia ter dado um seguimento melhor para a história.

Nesse segundo volume nos deparamos com Feyre, recém feérica, e seus fantasmas. Logo após decifrar o enigma de Amarantha, a general do Rei de Hybern, e pôr fim na maldição que envolvia todas as Cortes. Feyre foi morta, porém ressuscitada pelos sete Grão-Feéricos e com isso adquiriu um pouco do poder de cada um.

Vivendo na Corte Primaveril com Tamlin, ela se vê definhando. Tamlin, o Grão Feérico da Corte Primaveril por quem eu adorei no primeiro livro, me decepcionou completamente, ele não a deixava sair de casa e a tornou praticamente uma escrava sexual.

Feyre em muitos momentos implorava para ter mais liberdade nas terras de Tamlin, mas ele era irredutível e sempre negava o seu pedido, alegando que ela era muito importante em sua vida. Até mesmo Lucien tentou intervir, porém sua lealdade pelo seu senhor era tanta que ele não insistiu.

Com o tempo passando e se sentindo cada dia mais isolada, Feyre começa a se perguntar onde está Rhys e porque depois de três meses ele ainda não cobrou o seu acordo. 

No dia de seu casamento, e desesperada em encontrar um jeito que conseguisse dizer que não poderia se casar com Tamlin, Feyre se desespera e mentalmente pede ajuda a quem for para tirá-la daquela situação. É ai que o lindo, irresistível e temido Grão Senhor da Corte Noturna aparece e intervém no casamento dos dois.

Por um lado, Feyre fica aliviada mas por outro, e por só saber coisas obscuras que contavam a ela sobre Rhys, ela se sente receosa, mas mesmo assim o acompanha até o Corte Noturna.

Rhys, o Grão Senhor da Corte Noturna é o mais temido entre os Grãos Senhores. Nesse livro, conhecemos o seu outro lado e descobrimos o quanto é maravilhoso. Além disso, conhecemos Velaris, uma cidade escondida a mais de 5 séculos com seu povo vivendo feliz e em harmonia. Rhys é um verdadeiro príncipe, cuida e se preocupa com o bem estar de Feyre e em vários momentos nos divertimos com a implicância que um tem com o outro.

Passando cada dia mais juntos, Rhys apresenta a Feyre seu Círculo Íntimo, seus amigos leais que governam a Corte dos Sonhos: Mor, Azriel, Cassian e Amren. Feyre acaba ficando amiga de cada um deles e descobre o quanto são especiais.

O livro é espetacular, e gira em torno da missão de encontrar o Caldeirão. Rhys, Feyre e seus amigos não medem esforços para encontra-lo e assim evitar uma grande guerra entre os reinos que acabará afetando o mundo humano. 

As irmãs de Feyre também ganham destaque e conhecemos um pouco mais do passado de Feyre e como ele se uni com Rhys. E o romance dos dois? Me faltam palavras para descrever *.* Feyre cresceu como personagem e Rhys nos mostrou um lado encantador e apaixonado por sua parceira.

Foto: Instagram
Se o primeiro livro Corte de Espinhos e Rosas foi bom, esse segundo volume superou minhas expectativas. O livro é fantástico, a autora Sarah J. Maas deu uma reviravolta espetacular na história me deixando perdidamente encantada e passando mal de ansiedade a cada capítulo.  Definitivamente não sei como sobreviverei até 2017 para o lançamento do terceiro livro.

E que dois últimos capítulos foram aqueles, Senhor Jesus? Eu me irritei e gritei de alegria e falei um "chupa Tamlin" depois que li a última linha (rsrsrs). Só digo uma coisa: LEIAM, vocês não irão se arrepender.

Classificação:


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Acabou de sair!

No Google +

Leve com você!

Entre páginas e palpites