SOBRE O BLOG

Resenha: Amante Meu

Título: Amante Meu
Autora: J. R. Ward
Páginas: 607
Editora: Universo dos Livros
Ano: 2012


Sinopse: Nas sombras da noite de Caldwell, Nova York, desenvolve-se uma furiosa guerra entre os vampiros e os seus assassinos. Há uma Irmandade secreta, sem igual, formada por seis guerreiros vampiros, defensores de sua raça. Enquanto eles defendem a raça dos redutores, a lealdade de um vampiro especial será posta a prova - e sua perigosa natureza será revelada. John Matthew já percorreu um longo caminho desde que foi encontrado vivendo entre os humanos, mas de natureza vampira desconhecida. Recolhido pela Irmandade, ninguém poderia adivinhar qual é sua verdadeira história ou sua real identidade. A bela Xhex lutou contra a atração que sentia por John, mas o destino provou aos dois que o amor é inevitável.

                                                           _____________________________

No oitavo livro da série Irmandade da Adaga Negra, o casal principal é Jhow Matthew, filho do falecido irmão Darius e Xhex, a fêmea sympatho e ex segurança da boate Zero Sun.

Nos livros anteriores já dava para perceber a atração entre os dois quando se encontravam na antiga boate de Rehv, que era o lugar frequentado pela irmandade.

Como todos os livros da série, já é de se esperar muitas lutas contra a sociedade redutora, muitas cenas picantes e histórias intercaladas de outros personagens.

E nesse livro não foi diferente. Ele já começa com uma dose de adrenalina, pois todos os irmãos continuam a buscar alguma pista de onde Xhex pode estar depois de ser sequestrada pelo louco do Lash.

Gente, falando nesse Lash não posso deixar de enfatizar a minha raivinha por esse redutor boçal que ele era/se tornou. Ficando desorientado depois  de sua “princesa” ter morrido quando Rehv estava sendo resgatado na glymera pelos irmãos, ele fez de Xhex seu “brinquedinho”. 

Usando seu poder, camuflou um esconderijo dentro de um quarto e manteve Xhex por 4 semanas e mantendo relações com ela, como se fossem um casal. Só que o que ele não imaginava era que ela não deixaria barato, sendo uma assassina por natureza, Xhex mesmo fraca com o passar do tempo sempre lutava com seu inimigo.

Jhow por se sentir atraído e gostar muito de Xhex não descansou até encontrar alguma informação que levasse a sua shellan. O seu amor é tão grande que ele tatuou no antigo idioma o nome de Xhex em suas costas.

Ao chegar no esconderijo onde Lash mantinha a fêmea sympatho prisioneira, Jhow se desesperou por pensar que não tinha chegado a tempo de salvá-la. Só que o que ele não sabia era que ela estava bem ao seu lado vendo todo seu sofrimento sem poder fazer nada por conta da camuflagem feita pelo terrível redutor.

Nesse volume também vemos Thorment começar a reagir depois de ficar tanto tempo longe e bastante debilitado logo após Wellsie ter falecido. Ele começa a procurar Jhow mesmo sabendo que fez muito mal ao garoto estando longe em momentos em que ele mais precisou.

Adorei a parte em que Quinn sente ciúmes de Blay com seu primo Saxton. Eles protagonizaram cenas bastante empolgantes, fazendo com que eu ficasse na expectativa de vê alguma atitude positiva em relação de Quinn por Blay, mas vou ter que esperar até Amante Finalmente.. ¬¬’

Em geral, Jhow e Xhex tiveram várias cenas fortes, recheadas de paixão mas em alguns momentos me dava certa agonia por ver tanta resistência da parte dos dois em não admitirem que estavam destinados a ficarem juntos.

Outra parte bastante interessante foi onde podemos “rever” Darius como guerreiro, e saber que ele cuidou de Thor quando pequeno e salvou Xhex ainda recém nascida de um terrível destino. Simmm, segurem essa marimba.. Thor e Darius cuidaram de Xhex quando a mesma ainda era bebê.  A partir do capítulo 60 você vai lendo e vai ficando de boca aberta com as revelações que vão surgindo.

(SPOILER) Nesse livro também vemos que Payne é finalmente liberada para ir com o rei Wrath para o outro lado depois de estar bastante ferida e recusar a ajuda de sua mãe, a Virgem Escriba. O que ela não imagina era encontrar seu irmão gêmeo que ela sempre pensou que estava morto, Vishous. Amante Libertada, o nono livro da série promete muiiiiiiiito babado e eu tô louca já pra começar a leitura. E No'One minha gente? o que é aquela revelação nos últimos segundos do segundo tempo? hahaha

Amante Meu é um livro ótimo, que consegue te prender desde o começo. Para quem gosta da série assim como eu, sabe que é indescritível ler todos os livros na ordem. A cada volume a história fica mais interessante, recomendo!!! 

Classificação:


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Acabou de sair!

No Google +

Leve com você!

Entre páginas e palpites