SOBRE O BLOG

Resenha: A Última Chance

Título: A Última Chance
Autora:  Karen Kingsbury
Páginas: 334
Editora: Verus
Ano: 2015


Sinopse: Ellie tem quinze anos e um melhor amigo — e amor — chamado Nolan. Um dia antes de Ellie se mudar para o outro lado do país com o pai, ela e Nolan escrevem cartas um para o outro e as enterram debaixo de um velho carvalho. O plano é se reencontrar no mesmo lugar dali a onze anos para ler o que cada um escreveu — apenas para o improvável caso de eles perderem contato. Agora, conforme a data se aproxima, muita coisa mudou. Ellie abandonou sua fé e luta para criar a filha sozinha. Na correria do dia a dia, ela sempre encontra tempo para ver na TV seu antigo amigo Nolan, hoje um famoso jogador profissional de basquete, cuja fé em Deus é conhecida pela nação inteira. O que poucos sabem é que as perdas que ele sofreu na vida pesam em sua alma. Mesmo com toda fama e sucesso, Nolan se sente sozinho, assombrado pelo vazio que domina seu coração desde que sua melhor amiga foi embora. Tanto para a desiludida Ellie quanto para o intenso Nolan, o reencontro é mais do que uma promessa de adolescência — é a última chance de descobrir se é tarde demais para se entregar ao amor. Em A última chance, Karen Kingsbury nos brinda com uma história sobre perdas dolorosas, o poder da fé e as feridas que somente o amor pode curar.

                                   __________________________________________________

Confesso que tenho certo vício em querer comprar livros quando me apaixono pela capa, com A Última Chance da autora Karen Kingsbury não foi diferente. Com uma capa minuciosamente perfeita você fica com mais vontade de ler logo depois de conferir a sinopse do livro.

Até o momento ainda não tinha lido nenhum livro que abordasse a questão da religião, e nesse livro a autora trabalhou tão bem sua escrita que as citações religiosas não atrapalham em nenhum momento a leitura.

O livro gira em torno de dois jovens cristãos, Ellie e Nolan, ambos de 15 anos e melhores amigos que em determinado momento precisam se separar. Ellie não se enxerga longe do seu melhor amigo, e quando descobre que precisa se mudar para San Diego ela não pensa em outra pessoa a não ser Nolan para acalma-la.

Nolan é um príncipe, de uma fé admirável e de um carinho imenso por sua “menina” Ellie, aquela que ele fala com convicção que vai ser a mulher com quem vai casar (suspiros). Ao descobrirem que vão ter que se separar, Nolan tem uma ideia e leva Ellie para o local onde eles passam muito tempo juntos. Na árvore que eles denominam como deles, Nolan tem uma ideia e os dois escrevem cartas com o que estão sentindo no momento uma para o outro para que se eles por algum motivo perderem contato terem um motivo para voltar naquela mesma data 1° de Julho daqui a onze anos.

A partir dai a história começa a se desenrolar e você se vê envolvida com todos os acontecimentos que ao decorrer dos anos fazem com que os dois não se encontrem. A autora intercala a descrição da história entre os personagens e faz com que o leitor entenda todos os sentimentos em torno dessa história. Os outros personagens também são descritos perfeitamente fazendo com que você se envolva ainda mais com o enredo da história.

É um livro que fala da fé em Deus, reconciliação, amor e perdão. A leitura flui tão naturalmente que quando você percebe já chegou ao fim. Espero ler mais livros da autora Karen Kingsbury, ela definitivamente me cativou nesse livro. 


Classificação:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Acabou de sair!

No Google +

Leve com você!

Entre páginas e palpites