SOBRE O BLOG

Resenha: Ligeiramente Malicosos


Título: Ligeiramente Maliciosos
Autora: Mary Balogh
Páginas: 288
Editora: Arqueiro
Ano: 2015


Sinopse: Após sofrer um acidente com a diligência em que viajava, Judith Law fica presa à beira da estrada no que parece ser o pior dia de sua vida. No entanto, sua sorte muda quando é resgatada por Ralf Bedard, um atraente cavaleiro de sorriso zombeteiro que se prontifica a levá-la até a estalagem mais próxima. Filha de um rigoroso pastor, Judith vê no convite do Sr. Bedard a chance de experimentar uma aventura e se apresenta como Claire Campbell, uma atriz independente e confiante, a caminho de York para interpretar um novo papel. A atração entre o casal é instantânea e, num jogo de sedução e mentiras, a jovem dama se entrega a uma tórrida e inesquecível noite de amor. Judith só não desconfia de que não é a única a usar uma identidade falsa. Ralf Bedard é ninguém menos do que lorde Rannulf Bedwyn, irmão do duque de Bewcastle, que partia para Grandmaison Park a fim de cortejar sua futura noiva: a Srta. Julianne Effingham, prima de Judith. Quando os dois se reencontram e as máscaras caem, eles precisam tomar uma decisão: seguir com seus papéis de acordo com o que todos consideram socialmente aceitável ou se entregar a uma paixão avassaladora? Neste segundo livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos conquista com mais um capítulo dessa família que, em meio ao deslumbramento da alta sociedade, busca sempre o amor verdadeiro.
                                                _________________________________

Segundo livro da série Os Bedwyns da autora Mary Balogh, Ligeiramente Maliciosos segue a mesma linha do primeiro livro, um romance de época que envolve os membros da tão renomada família Bedwyns.

Com uma característica de sempre descrever personagens com perfis fortes, Mary nos presenteia com uma história envolvente, porém em minha opinião, faltou mais desenvoltura e romance entre os personagens principais. Acho que por se tratar de um romance de época a autora deixou um pouco a desejar.

Nesse volume somos apresentados a Ralf Bedard, um cavaleiro muito bonito que se depara com algumas pessoas na estrada que estavam seguindo viagem, porém por problemas no transporte tiveram que parar, tentando ajudar de alguma forma, ele se prontificou a ir buscar ajuda e levou consigo a jovem Judith Law.

Judith Law é uma jovem sonhadora, filha de pais humildes ela desde pequena tem sua beleza destacada entre as irmãs, dona de cabelos ruivos muitos bonitos, ela se vê sempre se escondendo por pensar que é feia e não muito atraente.

Com vocação em atuar, ela sonha um dia poder se tornar atriz, porém nessa época as mulheres que seguiam por esse caminho não eram bem vista e ela só pode mesmo atuar como um hobbie em suas horas vagas.

Seguindo viagem para a casa de seus tios por parte de pai, Judith vê a oportunidade de sair da sua zona de conforto depois que encontra Ralf. Mentindo seu verdadeiro nome e sua profissão, ela se envolve com o cavaleiro e os dois passam momentos inesquecíveis e novos.

O que Ralf não esperava era em uma determinada manhã, Judith sumiria e só reencontra-la alguns dias depois quando chega a casa de sua avó que estava indo visitar.

Sentindo um respeito e carinho muito grande por sua avó, Ralf vai a seu encontro para poder realizar seu desejo, ela ainda quer ver seu neto preferido casado, e pensa que encontrou a noiva certa para Ralf. O que ele não imaginava, era que se trataria da prima (super antipática) de Judith e os dois se reencontrassem.

Muita coisa acontece e os dois depois de muito lutarem não conseguem mais esconder a paixão que um sente pelo outro. Outros personagens são fundamentais para a história como a avó de Judith (fofa), a tia e prima da mesma e o primo super cafajeste que tenta de tudo para prejudica-la.

É um livro bom, mas como disse não me prendeu da forma que costumo me sentir com os demais romances de época. Mesmo assim recomendo, porque com certeza lerei os outros volumes da série.

Classificação:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Acabou de sair!

No Google +

Leve com você!

Entre páginas e palpites