SOBRE O BLOG

Resenha: Meu Querido Meio-Irmão

Título: Meu Querido Meio Irmão
Autora: Penelope Ward
Páginas: 264
Editora: Pandorga
Ano: 2016


Sinopse: Não é normal desejarmos alguém que nos atormenta. Quando meu meio-irmão, Elec, se mudou para nossa casa, eu não estava preparada para lidar com um cara tão idiota. Odiei o fato de ele ter descontado sua raiva em mim porque não queria estar aqui. Odiei ele ter trazido garotas da escola para seu quarto. Mas o que mais odiei foi o modo indesejável que meu corpo reagia a ele. 
A princípio, pensei que tudo o que ele tinha a seu favor era o corpo musculoso e tatuado e o rosto perfeito. Mas as coisas começaram a mudar entre nós, e tudo teve um desfecho em uma noite inesquecível. No entanto, do mesmo modo que Elec entrou na minha vida, logo voltou para a Califórnia. Passaram-se anos desde a última vez que o vi. Quando a tragédia atingiu nossa família, tive que encará-lo novamente. E, diabos, o adolescente que me deixou louca se tornou o homem que destruiu o resto de sanidade que havia em mim. Senti que meu coração estava prestes a ser partido. De novo.
                                               ____________________________________________

Sabe esses livros que te fisgam pela capa? Pois bem, foi isso que aconteceu quando me deparei com essa capa no site da Amazon. Fui logo procurar no skoob resenhas a respeito e minha vontade de ler só aumentou.

Meu Querido Meio Irmão, é o primeiro livro que leio da autora Penelope Ward e foi lançado esse ano pela Editora Pandorga. Dividido em duas partes, no primeiro momento ele é narrado por Greta e descobrimos como ela e Elec se conhecem. Greta é filha se Sarah que é casada com Randy, pai de Elec que acaba vindo morar na casa do pai após sua mãe ter que fazer uma viagem.

O relacionamento entre Randy e Elec sempre foi difícil. Com o intuito de atazanar a vida de Randy e da família que ele construiu, Elec acaba sendo surpreendido por uma linda garota que estava a sua espera assim que chegou à casa do pai. Não querendo transparecer o efeito que Greta fez nele, Elec trata logo de fazer uma estupidez com ela e sobe para seu quarto, onde é o lugar que passa a maioria de seu tempo.

Greta é uma garota que além de ser muito bonita é gentil, e tenta agradar a todos ao seu redor. Quando soube que o filho de Randy viria morar com eles, ela ficou nervosa e ao mesmo tempo curiosa, pois não sabia o que a esperaria. Com isso, tratou de fazer um jantar para receber seu meio irmão, que assim que chegou foi um canalha.

Apesar do primeiro momento ter sido um desastre, Greta não deixou de perceber que Elec era muito bonito e se sentiu de cara atraída por ele. Sabendo que a convivência entre eles seria de certa maneira difícil pelo jeito de Elec, ela tentou de todas as maneiras se aproximar. 

Com o tempo e com a insistência de Greta, Elec se viu sem saída e começou a conversar com sua meia irmã, sem saber ela que ele já não estava conseguindo esconder seus sentimentos.

Um dos modos que Elec encontrou de esconder seus sentimentos por Greta foi a perturbando de todas as maneiras inimagináveis, nos arrancando diversos sorrisos ao decorrer da leitura.

Com o passar do tempo os dois começam a se dar conta que não conseguem mais esconder o sentimentos que ambos sentem um pelo outro e acabam fazendo amor. Greta perde sua virgindade com Elec no chão de seu quarto. Porém, como tudo não são flores, ele precisa ir embora para cuidar de sua mãe, que tem depressão desde que Randy a largou. 

A segunda parte do livro acontece depois de sete anos, Greta está morando em Nova York sozinha e recentemente terminou um noivado. Formada e com um emprego estável ela vê seu mundo bagunçar quando recebe um telefona da mãe durante a madrugada informando que Randy tinha falecido.

No primeiro momento Greta só pensou em pegar o primeiro carro e correr para ficar ao lado da mãe, e só depois se dá conta que poderá encontrar com Elec pela primeira vez após sete anos.

Ao chegar à casa onde cresceu, Greta é tomada por lembranças porém, precisa estar ao lado de sua mãe e ajuda-la a tomar algumas decisões sobre o velório de Randy e é quando ela avista do jardim Elec olhando pra ela da janela. O que ela não imagina, era que depois de segundos os dois se olhado uma mulher o abraçaria.

Se sentindo muito incomodada com a cena, Greta é obrigada a entrar em casa e acaba dando de cara com o Elec e sua namorada. Ela tenta de todas as maneiras ser a mulher mais forte do mundo, com tudo o seu sentimento por Elec fala mais alto.

Os dois conversam um pouco e Elec sem saber o que fazer com tanta coisa acontecendo ao mesmo tempo acaba sendo grosseiro com Greta, mas logo após se arrepende e pede desculpas.

No dia do enterro do pai, Elec tem um ataque de pânico e a única pessoa que ele pensa em pedir ajuda é Greta que na mesma hora não nega em ajuda-lo. Ela acaba levando Elec a um cassino e acaba arrancando gargalhadas dele, pois só ela mesmo pra ter uma ideia tão brilhante.

Durante o tempo que passam juntos, os sentimentos dos dois aparecem e por diversos momentos pensamos que seria ali que eles reatariam o que não terminaram há sete anos, porém Elec é fiel a sua namorada e resiste até o último segundo a tentação de cair nos braços da única garota que ele nunca esqueceu.

Após deixar Elec no aeroporto, Greta não consegue dar partida no carro e só faz chorar vendo que mais uma vez foi abandonada pelo homem que ela nunca conseguiu esquecer. O que ela não imaginava era que ele tinha olhado uma última vez pra Greta e percebido que ela tinha chorado e ele foi correndo ao seu encontro. Tirando todas as consequências da cabeça, Elec dá um beijo em Greta e os dois são inundados com sentimentos reprimidos há bastante tempo, porém ele precisa viajar e seguir a sua vida.

Passados dois meses que Elec voltou para a sua cidade, Greta é surpreendida com uma mensagem dele só falando que ele gostaria que ela lesse uma história que ele tinha escrito, mas que ainda não estava concluída.

Sabendo que não conseguiria esperar nem mais um minuto, Greta começou de imediato a leitura e se surpreendeu em ser uma autobiografia de Elec, onde ele conta o real motivo da desavença com Rady. Além disso, tem a parte onde Greta faz parte da história e ai só você lendo pra vê esse final tão fofo, lindo e cheio de corações rs.

O livro me surpreendeu do começo ao fim, pois quando olhamos a capa imaginamos que a história vai ser bastante erótica e com pintadas de romance, porém é ao contrário. A capa não condiz nada com todo o enredo só mesmo com a descrição do personagem, que “cá entre nós” é um pitel rs

Quem se interessou por essa história recomendo muito sua leitura, pois com certeza você não irá se arrepender. 

Classificação:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Acabou de sair!

No Google +

Leve com você!

Entre páginas e palpites